1873101999412462
 
Buscar
  • Ecojardim

Como cuidar da costela-de-adão

A costela-de-adão (Monstera deliciosa) é muito popular em áreas externas, compondo jardins de estilo tropical ou o paisagismo de espaços de lazer. Também é muito comum vê-la próxima às árvores, seja nas calçadas ou na ornamentação de canteiros.

Nos últimos anos essa folhagem de verde exuberante ganhou um espaço especial na decoração de ambientes internos, já que se adapta bem a locais que recebem apenas luz indireta.



Neste artigo explicamos tudo sobre o cultivo da costela-de-adão, as preferências de luminosidade e regas e como fazer a montagem correta para cultivo em vasos. Confira!



Escolha do local

A costela-de-adão se desenvolve bem em vasos, canteiros ou mesmo apoiada em árvores.

Está entre as folhagens para canteiros mais populares, pois demanda pouca manutenção. Os cuidados mais frequentes são com as regas e podas, já que, quando cultivada corretamente, cresce rapidamente e vai preenchendo os espaços livres no jardim.

No paisagismo, é integrada a jardins de estilo tropical, compondo canteiros com helicônias, palmeiras e plantas ornamentais, como bromélias e orquídeas.


Preparo do solo

Adapta-se a diferentes tipos de solo, mas a preferência é pelos mais férteis e ricos em matéria orgânica.


Regas

Devem ser moderadas, sendo de, aproximadamente, duas vezes por semana. Evite encharcar o solo, senão as raízes apodrecem.

Dica: faça a irrigação quando o solo estiver totalmente seco. Em vasos, observe se o excesso escoa pelos furos. Obstruções podem causar acúmulos na base e prejudicar o desenvolvimento da planta.


Luminosidade

A costela-de-adão gosta de ambientes que recebem bastante luz, portanto, podem ficar à meia-sombra ou em locais de sol direto. Se adapta facilmente às duas condições, porém, ao trocá-la de ambiente, faça uma ambientação gradual.


Costela-de-adão em vasos

As preferências da planta em relação à regas e luminosidade são as mesmas, mas o cultivo da costela-de-adão em vasos exige mais cuidados.

Como a planta não consegue retirar os nutrientes do solo, capriche no preparo do substrato e na montagem do vaso com as dicas a seguir:


1 – Faça uma camada de drenagem com argila expandida ou brita no fundo do vaso. Além de facilitar o escoamento da água das regas, essa camada evita a queima das raízes em pisos muito quentes e também deixa vasos grandes menos pesados.

Colocar uma manta de drenagem é opcional. A vantagem é que o produto ajuda na retenção dos nutrientes e evita o entupimento dos drenos.

2 – Em seguida, acrescente o substrato para plantio ou prepare um mix com uma porção de terra vegetal e outra de areia para jardim. Acrescente um pouco de algum composto orgânico, como húmus de minhoca.

Dica: utilize suportes com rodízios para facilitar a movimentação e a limpeza do local, principalmente se o cultivo estiver em ambientes internos.

3 – Posicione a muda no centro do vaso e vá acrescentando a terra aos poucos até deixá-la bem firme. Depois, faça uma rega. Na Plantei Garden Center você encontra kits completos com a costela-de-adão! Acompanha muda com, no mínimo, 40 centímetros, vaso, terra vegetal, manta bidim, argila expandida.

costela-de-adão se desenvolve com bastante facilidade e apresenta crescimento rápido quando recebe os cuidados adequados. Portanto, faça o plantio em um vaso médio ou grande.


Como limpar as folhas da costela-de-adão?

Folhagens grandes cultivadas em ambientes internos domésticos ou corporativos podem acumular poeira nas folhas ou galhos. Para fazer a limpeza, utilize um pano úmido e passe delicadamente sobre cada uma das folhas. Tenha cuidado para não amassá-las ou quebrá-las.

A limpeza das costelas-de-adão cultivadas em espaços externos pode ser feita com borra de café e pano úmido.





94 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo